« Segredos do sucesso de um mega grupo empresarial – Parte 1 | Main | Vulnerabilidade – Parte 2 – Mudando uma cultura »

28/05/2013

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Renato Lopes

Excelente tópico. Está é a realidade das empresas. Existem as vantagens de desvantagens. Para um programador é vantagem trabalhar em uma empresas corporativa sem dúvidas, mas o cliente irá preferir a empresa Caipira, pela atenção recebida. Como foi dito, o melhor seria encontrar um ponto entro as duas situações...

Orlando Alves de Matos

Prezado Sr. Marcelo Lombardo, achei seu artigo muito interessante e do ponto de vista prático, você entende que a empresa "caipira" é aquela que cria benefícios não financeiros para seus funcionários, do tipo: i) folga no dia do aniversário; ii) menor rigor na fiscalização de horário, iii) bolo no aniversário; e iv) happy hour?

Marcelo Lombardo

Caro Orlando,

Olha, o importante é a valorização sincera e real das pessoas. Não é só seguir um manual do RH. É ser verdadeiro e autêntico na valorização das pessoas, e isso só acontece se todos compartilham os mesmos valores e sonhos. E outra coisa: a parte financeira precisa ser suficiente para tirar a preocupação da grana da cabeça do pessoal. Eles precisam estar visceralmente envolvidos no seu propósito. Allright?

Abs, Marcelo

The comments to this entry are closed.

My Photo

Contatos

Facebook LinkedIn Twitter

Patrocínios

Subscribe to our mailing list

* indicates required